Informação e ação para prevenir o suicídio: saiba como foi o Setembro Amarelo em Sergipe

24/10/2018 -15H11

                  O mês de Setembro, no Estado, foi marcado por inúmeras ações de prevenção ao suicídio. O Conselho de Psicologia de Sergipe (19ᵃ Região) abraçou a causa e apoiou facilitadoras/es, ONG´s, instituições públicas e privadas,  em 216 atividades, na capital e interior. 

                   Foram disponibilizadas 2.500 cartilhas e 30.000 panfletos para psicólogas/os e equipes de trabalho que quisessem planejar ações e levar a mensagem da campanha aos mais variados públicos. Durante a Campanha, psicólogas/os, médicas/os psiquiatras, estudantes de Psicologia, trabalhadoras/es de várias categorias profissionais e voluntárias/os planejaram e realizaram atividades em praticamente todos os dias de setembro.

                   Com 20 estratégias diferentes de intervenção, a programação contemplou  caminhadas, cine debates, concerto, contação de histórias, dinâmicas de grupo, encontro cultural, free hugs, lanternas da paz, oficinas, palestras, panfletagens, passeios ciclísticos, pit stop, ponto de encontro, rodas de conversa, simpósios, teatro de fantoches e vivências atingiu  32 municípios sergipanos em uma maratona pela prevenção ao suicídio e de  valorização à vida.

                   Os números superam a campanha de 2017, que registrou 116 atividades, em 18 cidades. Graças ao engajamento da população  e comprometimento da/os profissionais e voluntárias/os, o  crescimento foi de 86,2%. Aracaju concentrou a maior parte das ações tendo registrado 91 atividades distribuídas em diversos bairros. Outras 125 atividades foram realizadas em 31 localidades, no interior sergipano. Os municípios apoiados pelo CRP19 na realização de atividades da Campanha em 2018 foram Aracaju, Aquidabã, Barra do Coqueiros, Canhoba, Capela, Carira, Cumbe, Divina Pastora, Estância, Feira Nova, Frei Paulo, Indiaroba, Itabaiana, Itaporanga D´Ajuda, Lagarto, Malhada dos Bois, Malhador, Moita Bonita, Muribeca, Neópolis, Nossa Senhora Aparecida, Nossa Senhora da Glória, Nossa Senhora do Socorro, Pedrinhas, Ribeirópolis, Rosário do Catete, Salgado, São Cristóvão, Simão Dias, Siriri e Umbaúba.

                   Os números e os registros das atividades sobre  do Setembro Amarelo em Sergipe estão em um relatório no site do Conselho de Psicologia de Sergipe (19ᵃ Região) no http://www.crp19.org.br/relatorio_atividade.html# . No relatório, é possível ainda conferir os relatos de profissionais, estudantes Psicologia e do público, sobre como as informações e as ações propostas são ferramentas eficazes no enfrentamento às causas do suicídio.

Prevenção ao suicídio

                   Setembro Amarelo é uma campanha  de prevenção ao suicídio, de iniciativa do Centro de Valorização da Vida (CVV), do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). As mobilizações, no Brasil, começaram em 2015.
O suicídio é um fenômeno complexo e multicausal que afeta pessoas de diferentes idades, classes sociais, origens, orientações sexuais e identidades de gênero. Dados recentes do Ministério da Saúde apontam Sergipe como o estado brasileiro com maior número de tentativa de suicídio por autointoxicação, com taxa de 2,3 por 100 mil habitantes.

                   “Apesar dos avanços da Campanha Setembro Amarelo em Sergipe e do engajamento dos profissionais nos trabalhos de prevenção, faz-se imprescindível que as ações sejam fortalecidas e intensificadas a fim de que estes números possam ser revertidos. O Conselho de Psicologia de Sergipe (19ᵃ Região) continuará apoiando a categoria neste e em outros trabalhos de prevenção, reafirmando a importância da Psicologia enquanto profissão e seu compromisso social com a comunidade”, comentou Pedro Alves dos Santos Filho, Psicólogo (CRP19/1910), Presidente da Comissão de Políticas Públicas e coordenador da Campanha Setembro Amarelo no CRP19. 

.