CRP19 é empossado no Conselho Estadual dos Direitos da Mulher

posse 4.PNG

Mulheres representantes de 19 entidades governamentais e não governamentais foram empossadas na sexta-feira (04), para integrar o Conselho Estadual dos Direitos da Mulher (CEDM). A cerimônia aconteceu na sede da Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social (SEIAS). Pelo Conselho Regional de Psicologia - CRP19 foram admitidas, para a gestão do biênio 2022-2024,  as psicólogas Iza Luanne Santos Moura (CRP19/4166) e Lidiane de Melo Drapala (CRP19/1664).

Em 2018, o CRP19 foi eleito para primeira gestão,  reeleito em 2020 e, em 2022, reconduzido a sua terceira gestão. Nas duas primeiras gestões, Lidiane de Melo Drapala, psicóloga social, assessora em Pesquisa – Políticas Públicas no CREPOP/CRP19 e mestranda em Psicologia (UFS) esteve como Conselheira Titular.

“O Conselho Estadual do Direito da Mulher tem um histórico de lutas no Estado de Sergipe com atuações muito importantes na prevenção à violência de gênero e no combate ao feminicídio. A vitória mais recente foi a pactuação para a Casa da Mulher Brasileira, projeto nacional que Sergipe passa a contar. É uma casa de acolhimento para mulheres em situação de violência doméstica. A criação da Casa em Sergipe é uma luta de quase duas décadas”, pontua Drapala que atuará como Conselheira Suplente.

posse 3.PNG

Para o terceiro  biênio,  assume a representação CRP19, como Conselheira Titular, a  psicóloga colaboradora Iza Luane Santos Moura. Profissional, trabalhadora na política nacional de Assistência Social no município de Japaratuba (SE), pós-graduada em Sexualidade Humana, pesquisadora de gênero e diversidade sexual e, também membro, com atuação ativa, do Grupo de Trabalho(GT) Psicologia, Gênero e Diversidade Sexual do CRP19. 

“É uma psicóloga que vem contribuindo com o CRP19 desde a graduação, especialmente no GT de Gênero. Após a sua graduação passou a atuar também  no GT do SUAS.  Diante da sua colaboração, da sua experiência de vida e experiência profissional, vem agregar  a representação no Conselho Estadual do Direito da Mulher”, enaltece Lidiane Drapala, que integra a coordenação do GT Psicologia,  Gênero e Diversidade Sexual/CRP19 (@gt_generoesexualidades), Grupo de trabalho ativo desde 2015.

“Muito feliz de participar deste conselho pois só assim podemos, de maneiras efetivas, lutar por nossos direitos e fazer com que eles sejam cumpridos. Desejo que  possa contribuir para que este conselho permaneça sempre ativo e com ações sempre voltadas para o bem-estar psicossocial das mulheres”, enfatiza a psicóloga Iza Luanne.

“Reafirmamos o compromisso do CRP19 com a luta pelos direitos da mulher, independente da sua identidade de gênero, orientação sexual, categoria socioeconômica, religiosidade, herança étnico-racial. Todas as mulheres sergipanas, inclusive lançamos esse olhar para psicólogas, podem e devem ser acolhidas dentro do CRP 19 e também em todas as instâncias,  particulares e públicas, com maior dignidade”, finaliza Drapala.

 

Conselho Estadual dos Direitos da Mulher

capa capa.png

O CEDM atua na linha de frente de questões relacionadas à garantia de direitos das mulheres no Estado de Sergipe com a  construção e execução de políticas públicas contínuas para a mulher.

Criado em 1998 pela Lei estadual nº 3.972, o Conselho contribui para a deliberação, fiscalização e controle social das políticas públicas de promoção dos direitos das mulheres e da igualdade de gênero.

A eleição de entidades da sociedade civil para o biênio 2022-2024 aconteceu no dia 18 de fevereiro de 2022. A Assembleia de Escolha aconteceu na sede da Secretaria de Inclusão e Assistência Social (SEIAS) e elegeu 11 entidades titulares e uma suplente. Além de representantes da sociedade civil, o Conselho é também formado por organizações governamentais, com atuação na promoção, prevenção, reparação e defesa das mulheres em Sergipe.

Fotos: Pritty Reis / Iza Luanne

 

Redes Sociais

Ao continuar navegando, você concorda com as condições de Política de Privacidade. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de Privacidade.