CRP19 apoia movimento de peritas(os) psicólogas(os) do DETRAN-SE por reajuste de honorários

detran 2.png

O Conselheiro Presidente no Conselho Regional de Psicologia de Sergipe, Naldson Melo acompanhou, na manhã desta segunda-feira, 24,  a movimentação dos peritos em frente ao Detran em Sergipe.

“Percebemos a existência de um processo de desgaste e no serviço prestado pelas perícias psicólogas. Entendemos que em defesa da sociedade, o Conselho de Psicologia precisa fazer esse apoio para que esse serviço seja prestado com melhor qualidade”, enfatiza Naldson Melo.  

Na última sexta-feira, membros das  associações das clínicas, psicólogas(os) e médicos,  meio da Associação Sergipana de Clínicas de Trânsito – ASECTRAN, Associação de Médicos de Tráfego de Sergipe- ABRAMET e Associação de Psicologia de Trânsito de Sergipe-APSITRAN, decidiram suspender os atendimentos no turno da manhã, com o objetivo de realizar manifestação junto ao DETRAN/SE e atos para protocolar ofício da paralisação no dia 31 de janeiro e de reunião urgente com o conselho deliberativo do Órgão.

Segundo as associações, desde 2020, peritos cobram  resposta do Detran quanto ao reajuste dos honorários dos profissionais psicólogos e médicos. 

Como resultado da paralisação desta segunda-feira, em relação ao Reajuste dos honorários, o DETRAN-SE informou que o Conselho aprovou por unanimidade o envio da solicitação para análise de viabilidade junto ao setor jurídico. A presidência do órgão informou ainda que se comprometeu em buscar uma antecipação da reunião com o Conselho Deliberativo.

A solicitação da Presidência do DETRAN-SE para suspender uma nova paralisação dos serviços, marcada para o dia 31 de janeiro, será decidida em uma reunião com os profissionais. 

Com relação à CNH social, as associações decidiram pela não adesão dos médicos ao projeto, por falta de diálogo acerca dos termos e condições para execução do serviço. O DETRAN-SE solicitou uma reunião para alinhamento das condições para eventual adesão dos profissionais ao programa.

Também já foi sinalizada uma reunião, ainda nesta semana, para outras questões, a exemplo de carga horária e redução do prazo de retorno dos candidatos, o que ensejaria o pagamento de nova perícia findado o prazo. A  ideia é diminuir o prazo de 60 para 30 dias.

 

 

Redes Sociais

Ao continuar navegando, você concorda com as condições de Política de Privacidade. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de Privacidade.